Desconto

Outro dia fui a uma loja de aviamentos comprar algumas coisas que minha irmã caçula havia encomendado para fazer colares de tecido que ela faz prá seu uso e vende o excedente. E vender o excedente está dando certo. 

Então depois de uns 20 minutos escolhendo, fitas de várias cores e larguras, alfinetes, botões, etc segui para o caixa para efetuar o pagamento e ao ser informada do total perguntei sobre o desconto e ouço do dono:
Ah, mas esse valor não dá prá gente fazer desconto. Pergunto por que e a partir de quantos reais eles dão descontos. Ele me responde: mas tudo aqui já é baratinho. A gente dá desconto a partir de uns R$ 100,00.

Então sarcasticamente com um sorriso questiono: ah entendi, vocês só dão desconto prá rico? E isso? E o senhor visivelmente desconcertado, tenta remediar: Não é isso.

E Eu argumento, é isso sim, uai. O senhor disse que dá desconto prá quem compra muito. Ou seja, pobre compra pouco. Logo, pobre não tem desconto. Não é verdade que quanto maior o poder aquisitivo das pessoas mais ela poderá comprar? Ou seja, vocês dão descontos exatamente para quem não precisa. Eu to rindo, mas é serio. Vai dizer que não é um bom argumento?

E o senhor, ainda mais desconcertado: Pois é vou dizer o que depois disso.

Era brincadeira, mas com um fundo de verdade. E se você analisar melhor irá concordar que é a mais pura verdade: pobre não tem direito a desconto em suas compras. Já percebeu que toda promoção que dá direito ao consumidor a ter descontos, parcelamento ou concorrer a algum prêmio tem um valor mínimo de consumo para participar?

Caso ainda não tenha percebido, o fim de ano é um período propício para isso. Todos estabelecimentos comerciais estão com promoção com, descontos e prazos a perder de vista e prêmios que podem ser até um apartamento. Mas quanto maior o premio, prazo e desconto maior precisa ser o valor da sua compra prá participar.

Para se ter uma idéia, ontem assistindo a TV vi um propaganda de fim de ano de um determinado shopping em São Paulo que somente concorrem ao premio o consumidor que fizer compras cujo valor ultrapasse R$ 600,00.

Nem o salário mínimo é de R$ 600,00. E mais, me responda sinceramente: Nesse shopping as lojas só vendem produtos que custam a partir de R$ 600,00? Se não, porque então apenas quem comprar acima de R$ 600,00 poderá concorrer aos prêmios.

Se a sorte é prá todos, porque não dar a chance de todos concorrer? E se todo cliente é igual então porque apenas alguns podem usufruir de descontos, parcelamentos e sorteios? E diga-se de passagem, que esses alguns não são os mais necessitados.

Comprar qualquer um que tiver dinheiro pode, mas se beneficiar dos descontos, parcelamentos e sorteios oferecidos pelos estabelecimentos comerciais pobre nem sempre pode.

Share:

0 comentários