Depois da Tempestade. Um show da vida

Depois da tempestade, sempre é um momento importante para a vida. A vida se renova e também é um momento propício para se inovar na vida. Na forma de ver e viver a vida.


No sítio, quando criança não tinha muita noção do significado dessa revolução. Mas achava muito engraçado. Depois de um dia inteirinho chovendo. No finalzinho da tarde, o sol começava a brilhar, os insetos começavam a voar, os pássaros a voa e cantar.
Ficava observando da janela, a imaginar se eles estavam indo procurar comida (afinal não dá prá sair na chuva), ou estavam voltando prá casa (saíram antes da chuva).
Os cavalos, as vacas, os cachorros, as galinhas. Também saiam. Era uma revolução Total. A revolução da vida.

Também não posso deixar de lembrar os mosquitos e as moscas a picar incessantemente as vacas, cachorros e cavalos. Imaginava que com a chuva, eles também estavam sem comer. Tadinhos, pensava eu. Mas com uma certa dúvida, quem é mais vítima da tempestade: os mamíferos ou os insetos?

Mas, eu gostava mesmo era dos bem –te-vis que assentavam ou voavam sobre as vacas e cavalos comendo os insetos. Nossa, ainda bem, porque me incomodava muito observá-los abanarem incessantemente os rabos. Eu pensava: “que injustiça. Eles bem que poderia ter mãos”. Dava muita pena aqueles com os rabos tosado (acho que é isso). Não sei se me entendem, mas me refiro à aqueles cavalos quais meu pai havia cortado a crina e também o rabo. Entedeu? Ah, deixa prá lá. (Pare aqui, mas se quizer, prossiga.)

Aquilo não era o Fantástico,mas era o show da vida. As plantinhas do cerrado logo voltavam a brotar folhas. Logo teria frutas maduras, e algumas, aquelas que têm frutos mais duradouros estariam floridos.


Logo as lagoas estariam cheias. E assim que estivessem cheios de peixes, minha mãe nos deixaria tomar banho nelas. Vivaaaaaaaaa!!!!! Era a compensação por ficar, às vezes o dia inteiro sem poder sair prá fora de casa por causa da chuva.

Não como hoje, mas sentia que os dias de tempestades, com ou sem relâmpagos, raios e trovões, trazia mudanças na minha vida.

Quando adulta (e hoje quase velha na idade, mas muito jovem, mentalmente, rsrsr), realaciono aqueles momentos de tempestado aos momentos de turbulência na minha vida pessoal e profissional.

Pensar assim, me fortaleço, na certeza de que logo passará será o início de uma nova fase. E que, o brilho do meu Sol depois da tempestade dependerá daquilo que quero, posso, tenho e estou disposta a fazer para que o brilho seja duradouro.

Tudo isso pode parecer bobagem, mas eu levo a sério. O mundo melhor que quero, começa comigo. Sempre estive e quero estar disposta a me tornar uma pessoa melhor. E não a melhor.

Eu mudo e o mundo a minha volta muda comigo. (e não é propaganda da Kuat.) falei sobre isso no meu primeiro post lembram? Uai, é só conferir lá no final. Digo, no início. Ah, sei lá. Olhe se sentir que pode e achar que deve. Não vai mudar muita coisa... Talvez, até seja melhor parar por aqui. O que acha?

Share:

2 comentários

  1. Olá, minha princesa. Muito lindo e poético o seu texto, me inspirou muito.

    Mas acho que tem uma pequena falhinha: ainda que a terra ainda esteja molhada e as nuvens não tenham se esvaído completamente isso não significa que o sol ainda não saiu. Saiu sim, na sua vida pessoal, com certeza, e na profissional também, quer ver?

    ResponderExcluir
  2. Eita.

    Não sou boa prá escrever mesmo (hahahaha, eu já sabia). Mas, não me referia ao momento atual, atualíssimo... Estou muuuuito feliz pessoalmente e você é uma boa parte desta felicidade.

    Na minha vida profissional, acho que nem tanto. Mas estou satisfeita com os resultados. E vou me esforçar sempre mais. Dentro das minhas possibilidades, é claro...

    Meu sol está e sempre esteve brilhando. As vezes, algumas nuvens o esconde por breve tempo, mas logo vem o vento, a chuva e o leva prá longe. Graças a Deus...

    Mesmo assim, aceito que me mostre. Deve ter passado muita coisa sem que eu percebesse... Porque é da natureza humana e eu não fujo a regra, super valorizar os resultados negativos e desprezar os positivos ...

    bjs

    ResponderExcluir